Tobias Torres - Otorrinolaringologia

Timpanomastoidectomia - Mastoidectomia

Cirurgia do ouvido indicada, na grande maioria das vezes, para casos de otite média crônica. Neste procedimento, sob anestesia geral, em ambiente hospitalar, através de uma incisão atrás da orelha, realiza-se, usando microscópio cirúrgico, a abertura do osso do ouvido (mastóide) e a abordagem da orelha média e suas estruturas (ex: tímpano e ossículos). Nos casos de doenças iniciais e mais localizadas, opta-se pela timpanomastoidectomia simples ou fechada que permite uma maior preservação da anatomia da orelha ao final da cirurgia. Quando a doença é mais extensa ou de difícil remoção, opta-se uma abordagem mais agressiva chamada  timpanomastoidectomia aberta com confecção de uma cavidade única com ampliação da canal do ouvido. Após a cirurgia, todos os pacientes necessitam de um pernoite no hospital e repouso domiciliar por 7 a 10 dias. O objetivo principal da cirurgia é tornar o ouvido novamente seco e sem infecção.  Em virtude da cronicidade e de acordo com o grau agressividade da doença, alguns pacientes necessitarão de mais de uma cirurgia para controle definitivo da doença e, dependendo da técnica cirúrgica, o contato com água pode ficar limitado.